A Cidade

A bandeira
Brasão
Localização

O comerciante Amin José procede do município de José Bonifácio para Três Lagoas em 21 de março de 1943 em busca de novas oportunidades em Mato Grosso. Após hospedar-se em várias casas e sempre trabalhando com vendas, observou na região uma grande quantidade de famílias que ali residiam trabalhando com agricultura e pecuária.
Por estarem longe de qualquer centro urbano, ocorreu-lhe a iniciativa da formação de uma vila na região.
Após requisitação, o fazendeiro José Balduíno de Souza (conhecido como "Cassinha") cedeu terras para instalação da vila sob condição de não oferecer mais nenhum auxílio.
No dia 5 de dezembro de 1944, Amin adquiriu uma área de 60 por 40 metros quadrados em uma terra pouco inclinada e que terminava no córrego Palmito. Com a contratação de um ajudante, em poucos dias lhe foi entregue uma casa de pau-roliço de cavaco, na qual passaria a habitar com sua família. Esta casa é reconhecidamente a primeira habitação do município sendo vista na foto abaixo.
Apesar de críticas baseadas em vilas fracassadas como São Pedro, Amin continuou com o desejo de iniciar umo município no local com a limpeza do terreno e criação da primeira rua, batizada de Joaquim Balduíno de Souza.
Já se passava um mês de sua instalação no local e, com Cassinha, Amin separou o terreno no qual seria criado a primeira igreja e decidiram que seu padroeiro seria São José devido ao sobrenome de Amin. Na mesma data determinaram o local da primeira escola e da casa do padre.
Ainda em 1945, Amin construiu e mudou-se para uma casa de alvenaria para que desse início a contrução da vila. Em consideração ao nome da vila, como já havia sido homenageado na Matriz de São José, Amin decidiu pelo nome de "Cassilândia" visando honrar o doador das terras José Balduíno de Souza, o "Cassinha".
Após delimitação dos quarteirões, as famílias começaram a se assentar no local provenientes principalmente de Goiás e São Paulo, interessadas em abrir seus empreendimentos comerciais.

Datas Importantes

1906 - Chega na então região do rio Correntes, em Goiás, vindos do município de Franca, no Estado de São Paulo, o Espanhol Antonio Paulino, casado com Da. Rita Augusta de Araújo. Na ocasião, o casal tinha dois filhos, Emília e Sebastião (apelidado de Caboclo). Da. Rita estava grávida do terceiro filho Joaquim (Tio Quincas), que nasceu na região onde mais tarde seria o patrimônio de São João, hoje o município de Itajá.
Em 1907, Antonio Paulino, atravessa o rio Aporé, pouco abaixo do salto e, encantado com a beleza do lugar e a quantidade de água existente, resolve iniciar a abertura da fazenda, que mais tarde seria denominada "Fazenda Salto".
O local escolhido para a sede, foi o entroncamento de dois córregos, que são afluents do rio Aporé. Foi a primeira fazenda a ser aberta na região.
Antonio Paulino regularizou as terras, junto ao poder público, em Cuiabá e registrou a "Fazenda Salto", em seu nome.
Deste imóvel, em 1936, ele escriturou Joaquim Balduino de Souza, apelidado de Cassinha,que chegou na região, vindo do município de Patrocínio, no Estado de Minas Gerais, em 1926, na área onde hoje é o município, cerca de 300 hectares. Cassilândia surgiu deste imóvel. A formação do núcleo urbano, teve início no início da décaa de 1940, quando Cassinha fez a doação da área central do loteamento para que fosse construída uma Igreja para São José, o santo de sua devoção, já que era católico.
O Libanês Amin José, vindo do município de José Bonifácio, em São Palo, chegou na região, na década de 1940, fez a construção da primeira casa, de pau-a-pique, do núcleo urbano.

  • 31 de Junho de 1945: Iniciou-se a abertura de estrada para automóveis com origem de Árvore Grande, que seria inaugurada em 31 de julho do mesmo ano. Este foi um fato determinante para a expansão da vila.
  • 10 de Janeiro de 1946: Primeira farmácia do município
  • 26 de Agosto de 1946: Morre Joaquim Balduíno de Souza, o Cassinha, assassinado em sua propriedade.
  • 19 de Março de 1946: A primeira escola da vila na própria casa de Amin José oferece a primeira aula, sedo a professora sua filha, Haydee Amin.
  • 12 de Outubro de 1948: Obtenção do Distrito de Paz pela vila.
  • 24 de Fevereiro de 1953: Inauguração da escola Grupo Estadual de Cassilândia, que já funcionava desde 1950 devido a grande quantidade de alunos.
  • 25 de Novembro de 1952: Instalação da agência de Correios em Telégrafos na vila.
  • 19 de Abril de 1954: Inicia-se a construção do trecho da rodovia São Paulo-Cuiabá que passa por Cassilândia.
  • 30 de Junho de 1954: Elevação de Cassilândia ao status de município.
  • 24 de Abril de 1955: Primeira recepção de energia elétrica pelo serviço do morador Franscico Jorge.
  • 9 de Julho de 1955: Conclusão da Igreja de São José
  • 21 de Fevereiro de 1959: Primeira internação no Hospital de Caridade de Cassilândia.
  • 1 de Maio de 1965: Primeira transmissão de rádio amador no município realizada por José Amin, filho de Amin José.
  • 29 de Maio de 1968: A empresa Transporte Rápido Noroeste passa a fazer escala em Cassilândia, ligando o município a diversos municípios de São Paulo e Mato Grosso.
  •  ??/12/1968: Instalação da SOBRAT (Sociedade Brasileiro Telefônica) no município.
  • 26 de Junho de 1977: Morre Amin José, deixando manuscritos com informações mostradas neste site.
  • 11 de Abril de 2007: O MPE representados pelos promotores Ronaldo Vieira Francisco e Fabio Goldfinger, com o auxilio da policia civil, esta representada pelo Dr paulo Rosseto desencadearam a operação "Judas" que averiguava possíveis irregularidades na administração municipal. Tal operação culminou com o afastamento do então Prefeito  Jose Donizete de Freitas e seu Vice Sebastião Pereira da Silva ( o Tião da Marieta).  Houve constantes trocas na chefia do  Poder Executivo, chegando o juiz da cidade Silvio Cesar Prado assumir   a Prefeitura, que depois foi assumida pelo então Presidente da Câmara Baltazar Soares Silva (PSDB).

    Pioneiros do município

  • 1- O primeiro agente do Correios se chamava Lindemberg de Freitas
  • 2- A primeira atendente do Correios, Alice do Bandeira
  • 3- O primeiro agente funerário: Valdomiro
  • 4- O primeiro juiz de Paz: Eduardo Pereira da Silva
  • 5- A primeira(o) padeira(o): Apolonia Cândida de Oliveira
  • 6- O primeiro médico: Manoel Tomaz
  • 7- O primeiro farmacêutico: Eduardo Pereira da Silva
  • 8- O primeiro sapateiro: Nicanor Alves Dias
  • 9- O primeiro sorveteiro: Antonio Nogueira
  • 10- O primeiro advogado: Waldomiro Alves Gonçalves
  • 11- O primeiro açougueiro : Felix Baiano
  • 12- O primeiro motorista da prefeitura: Altino Marques Formiga (Bandeira)
  • 13 - O primeiro dono de serraria: João Cristino, cunhado do Berreira, Di e João. Nada a ver com João Cristino da Silva.
  • 14- O primeiro corretor: Joaquim Tenório Sobrinho (Pernambuco)
  • 15- O primeiro banco: Banco da Lavoura de Minas Gerais
  • 16- O primeiro gerente de banco: Jazon
  • 17- O primeiro jardineiro: Ambrózio Apolinário
  • 18: O primeiro funcionário concursado da prefeitura que tomou posse: Ailton Barbosa, o segundo João Parreira
  • 19: A primeira industria de bebidas(e única): José Oliveira Tenório, que tinha as marcas, de guaraná Martinha e de pinga Cassiara.
  • 20: A primeira igreja evangélica: Igreja Presbiteriana Independente
  • 21: Primeiro dono de cinema: Sebastião Eleotério da Silveira (Sebastião Carneiro)
  • 22- Primeiro gerente de cinema: Jair Nunes Chaves
  • 23- O primeiro operador de cinema: José Procópio
  • 24- O primeiro carroceiro : Claro, filho de da. Apolonia e Avelino Pereira de Almeida
  • 25- Quem adquiriu o primeiro veículo no município: Ricardo Barbosa Sandoval
  • 26- O primeiro técnico em eletrônica: Ricardo Barbosa Sandoval
  • 27- O primeiro delegado nomeado: Ricardo Dutra de Oliveira
  • 28_ O primeiro sub-delegado (quando Cassilândia era distrito) - Sebastião Beiradense
  • 29- O primeiro Inspetor de Quarteirão: José Parreira Garcia
  • 30- O primeiro marcineiro: Sifroni, genro do Lau
  • 31- O primeiro eletricista : Odélio Balduino de Souza, filho do fundador Joaquim B. Souza, o Cassinha
  • 32- O primeiro sanfoneiro: Sebastião Franco de Oliveira, o Bastião Pintado, tio do Marcolino. Foi o compositor da música do primeiro jogo, do primeiro time de Cassilândia.
  • 33- A primeira fotógrafa: da. Evangelina Barbosa
  • 34- A primeira enfermeira: Jeronima Silveira, hoje reside em Rio Preto e é advogada
  • 35- O primeiro mecânico: Marinho Correia
  • 36- O primeiro seleiro : Geraldo Moura
  • 37- O primeiro pároco: Frei Dolino - que deu início a atual Igreja da Matriz de São José
  • 39- O primeiro casamento : José Silva Paulino (Zé Lata), feito por Ermelina Barbosa Leal. Não foi informado o nome da noiva.
  • 40- O primeiro carpinteiro: Joaquim Pires e seu filho Evaristo
  • 41- O primeiro alfaiate: Raul F. Franco
  • 42- O primeiro agrimensor prático: Izaiais Nogueira

Universidades

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS)
A Unidade Universitária de Cassilândia está localizada em uma fazenda de mais de 70 hectares (antigo Colégio Agrícola) situada distante 2,2 km da na Rodovia MS 306, altura do km 6,4 próximo ao município de mesmo nome, no estado de Mato Grosso do Sul. Possui os cursos de graduação em Agronomia, Matemática e Letras.
O curso de graduação em Agronomia foi implantado no ano de 2002 na Unidade de Cassilândia. A homepage do curso é [www.agronomiacassilandia.uems.br].
Faculdades Integradas de Cassilândia (FIC)
A definição de um Plano de Desenvolvimento Institucional por parte de uma IES revela uma intencionalidade e, por conseguinte, descarta qualquer possibilidade de neutralidade, oferecendo caminhos que deverão orientar a globalidade das ações desenvolvidas por sua comunidade acadêmica. Assim, a instituição se particulariza na singularidade de suas ações, o que permite serem reconhecidos os resultados de seu processo de ensino através da forma como se inserem, no mercado de trabalho, os profissionais por ela formados.
Assim, os cursos de graduação propostos, ao assumir a sua intencionalidade na formação de profissionais, necessitam eleger seus marcos conceituais, que ao refletirem concepções de mundo, passam a se constituir em um desafio permanente para os professores e alunos, na busca da consistência necessária para a formação profissional almejada.
A equipe de professores/coordenação dos cursos já existentes e dos propostos, comprometidos com a educação e com a formação de profissionais competentes, se propõe a trabalhar coletivamente, estabelecendo como meta primordial o fortalecimento dos mesmos, enquanto meio para a preparação do profissional, chegando este, ao final do seu curso com um bom embasamento teórico e prático para desenvolver sua profissão, e levando-o ainda, à conscientização de constante aprimoramento e aperfeiçoamento do conhecimento na sua vida pessoal e profissional.
DADOS GEOGRÁFICOS:

Cassilândia é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul. Localiza-se na latitude 19º06'48" sul e na longitude 51º44'03" oeste, estando a uma altitude de 470 metros. Sua população estimada em 2007 é de 20.934 IBGE habitantes

O Município está a 430 km da Capital Campo Grande, localizado na região leste do Estado, denominada com região do Bolsão.
No contexto geográfico a cidade está no centro de região:

Cassilândia está a 180 km de Selvíria, 130 km de Aparecida do Taboado, 90 km de Paranaíba, 100 km de Chapadão do Sul e a 160 km de Costa Rica. Além de fornecer produtos e serviços a todo sudoeste Goiano (25 km de Aporé, 20 km de Itajá, 75 km de Itarumã e a 50 km de Lagoa Santa.). A sua esquerda esta o Rio Aporé fazendo a divisa com o Estado de Goiás e a 154 km o Rio Paraná fazendo divisa com o Estado de São Paulo.

                

Fundação

3 de agosto de 1954

Gentílico

Cassilandense

 

 

Prefeito

José Donizete Ferreira Freitas (PT)

 

Estado

Mato Grosso do Sul

Mesorregião

Nordeste de Mato Grosso do Sul

Microrregião

Cassilândia

 

 

Municípios limítrofes

Chapadão do Sul, Inocência e Paranaíba

Distância até a capital

434 quilômetros

Características geográficas

Área

3.649,830 km²

População

21.497 hab. est. 2006

Densidade

5,9 hab./km²

Altitude

470 metros

Clima

Tropical

Fuso horário

UTC-4

Indicadores

IDH

0,775 PNUD/2000

PIB

R$ 167.636.250,00 IBGE/2003

PIB per capita

R$ 8.039,72 IBGE/2003

 

Todos os direitos reservados - 2010/2011

Av. Presidente Dutra, 2779 - Cassilândia MS

Fone: (67) 3596-4896